VÍDEOS - RODANDO O MUNDO

Loading...

terça-feira, 25 de outubro de 2011

MONTE RORAIMA - 2009


MONTE RORAIMA   


Ao contrário do que muita gente acredita, o monte Roraima não fica totalmente no Brasil (Roraima). Apenas 5% do tepui Roraima está em território brasileiro, os outros 95% estão divididos entre a Venezuela e a Guiana.



Estima-se que o monte Roraima tenha se formado, junto com os outros tepuis, há mais de 2 bilhões de anos e que permanece com sua forma até os dias de hoje.
Os venezuelanos o chamam de mãe das águas em função das várias cachoeiras que despejam milhões de litros de água diariamente de seu topo.

Várias lendas indígenas tentam explicar a formação rochosa, entre elas é que uma árvore sagrada foi cortada dando origem a fúrias dos deuses que deformaram a terra formando os tepuis e que as águas que caem do seu topo são as lágrimas que os montes choram pela violação do homem.

Do lado brasileiro o monte Roraima é protegido pelo parque nacional do monte Roraima e na Venezuela, o monte está dentro do Parque Nacional Canaima que com os seus 4 milhões de Km² , é o maior parque nacional da América latina.

como chegar:


O acesso so topo do monte Roraima só é possível pelo lado venezuelano e tem seu ponto de partida na cidade de Santa Helena de Uiaren, que fica no lado venezuelano da fronteira com o Brasil.




A melhor maneira de chegar ao Monte Roraima é ir de avião até Boa Vista e de lá pegar um ônibus até a cidade de Santa Helena de Uairen, na Venezuela.

Em Santa Helena você deverá contatar uma operadora local, pois não é permitido subir o monte Roraima sem um guia local, que obrigatoriamente deverá ser um índio da região.
Na aldeia indígena de Paraitepuy é possível contratar um guia para subir ao topo do Monte, mas você terá que levar sua barraca e comida e acredite, você não vai querer fazer isso para economizar alguns dólares.

Uma boa forma de escolher a sua operadora é conversar com os turistas que estão voltando da escalada, informando-se sobre a qualidade e quantidade da comida, além das condições dos equipamentos como barraca e saco de dormir.

Você deverá levar com você, além da sua roupa (faz frio lá em cima), um isolante térmico para colocar em baixo do saco de dormir para te proteger da friagem do solo, todo o resto, como comida e barracas, serão levadas pelo guia e carregadores.

Não se engane, a escalada é muito dura e a falta de experiência, preparo físico e controle emocional, podem estragar o seu passeio.

Todo o equipamento poderá ser alugado em Santa Helena junto a operadora que você escolher.
Em Santa Elena de Uyarén, algumas agências levam à aventura, como a Pan/ Sur Expeditions, tel. (00xx5888) 951411; e a Orlando Alder, tel. (00xx5888) 951505.

Difícil dizer o que é imperdível lá em cima, pois o local é surreal, mas se tiver que escolher:
• Poção ou fosso (faça questão de descer e dar um mergulho- alguns guias dirão que não é possível, se isso ocorrer insista – a água provavelmente estará por volta dos 5 ou 6 graus, mas o poção visto lá de baixo é algo que você nunca esquecerá.
• Tão belo quanto o topo do monte Roraima, é a gran sabana, por isso antes ou depois do tepui, reserve um dia para conhecer as cachoeiras da região.











 Antes de mais nada, vacina da febre amarela com o respectivo comprovante internacional.

• Negocie sempre o preço para o pacote da viagem, se possível junte-se a outros turistas para juntar um grupo maior e melhorar sua condição de negociação (não se preocupe, você na terá dificuldade nenhuma em encontrar outros turistas com o mesmo objetivo).

• As operadoras exploram os guias e carregadores, portanto não se importe em pagar um pouco mais desde que você saiba que os trabalhadores estão sendo bem remunerados (esse custo um pouco maior vai ser revertido em conforto para você na subida).
                                     VÍDEOS








• Leve lanterna de testa sempre, se for levar uma de mão sobresalente, escolha uma bem pequena.

• Resuma ao máximo sua bagagem pois a caminhada é muito pesada e desgastante.

• Leve algumas guloseimas, para a sobremesa e principalmente para lhe dar energia durante a caminhada.

• Faz frio lá em cima portanto leve alguma proteção.

• Você permanecerá muito tempo em baixo de chuva, isso requer uma boa capa para você e sua mochila.

• Nós optamos por um red label. Escolha a bebida que você mais gosta para comemorar sua chegada ao topo. (algumas operadoras levam o vinho tinto para a ocasião).

• Equipamentos: uma boa mochila com ajustes de altura para as costas; lanterna – daquelas que prendem na cabeça; bota de caminhada, previamente amaciada; canivete; impermeável (calça e casaco); agasalhos de frio.

• Tenha muita paciência na travessia da fronteira ao entrar na Venezuela, pois o exército venezuelano está preparado para uma guerra que só eles sabem que acontecerá.

• Nunca, (quando eu digo nunca, é nunca mesmo) desgrude de seu passaporte, pois os militares venezuelanos tem uma profunda paranóia em controlar os turistas, querendo saber a todo tempo onde vai, de onde vem , porque está lá, etc..... principalmente na estradas que cortam a região.



Nenhum comentário: